‘Espérons que tout ira pour le mieux.’

11 Ago , 2013   ,

Mali. A imprensa reporta que a segunda volta das eleições presidenciais estão a decorrer com ‘normalidade mas timidamente’. A abstenção na primeira volta superou 50%. Apesar da presença da Força de Paz africana, a memória do golpe de estado no ano passado e a violência que se seguiu ainda não têm tempo suficiente para fazer parte do passado, é ainda parte do presente. Por causa desse presente, onde existe medo e insegurança, votar mesmo que timidamente é um ato de grande bravura.
Enviei uma mensagem a um dos parlamentares do Mali com quem trabalhei e de quem guardo grande estima e respeito, respondeu com um tom optimista, começou-se com a troca tradicional do ‘ça va?’ de ambos os lados como se a pergunta de lá para cá fosse igual. O meu ‘ça va?’ era para ele, para o país, para a sua família, e era um ‘ça va’ apreensivo… Ele respondeu e terminou a resposta num tom positivo com ‘Espérons que tout ira pour le mieux.’. Esperemos que sim. Esperemos que tudo corra pelo melhor.

Ler mais aqui.