Palestina ( West Bank/Cisjordânia)

8 Ago , 2013   Gallery

Jan 1 , 2013

E pronto já estou em Ramallah.

Em Jerusalém passei para a parte árabe perguntei qual o autocarro. Entrei era a única estrangeira mas as pessoas foram super simpáticas claro tudo admirado por eu estar ali…. No controle como é na direcção da palestina e num autocarro pobre não tive problema. Veremos os próximos capítulos e o regresso a Israel . 🙂 mas para já cheguei. Para já a cidade parece normal claro com muita gente mas mais desenvolvida do que eu estava a espera.

Vou sair. E ver as gentes.

Já esta noite portanto com juízo recolhi ao hotel. Caminhei pela cidade e vejo uma cidade normal. Com bancos, lojas, carros, etc. Claro que é uma cidade muçulmana portanto há jovens rapazes em todo o lado, mas apesar de parecerem pequenos gangues sorriem mal eu passo e sorrio para eles. Nao há turistas. Parei numa tasca para comer …tentei várias mas nao me sentia confortável porque só havia homens – a servir e a comer. A fome fez com que me rendesse e lá entrei numa … Os rapazes não falam inglês eu não falo árabe… Portanto lá escolhi a comida através da foto. Pensava que vinha um pão tradicional…calhou-me um pão hamburguer e ketchup e maionese. Horrível. 🙂 valeu-me que os rapazes tentaram tudo por tudo para me fazer sentir bem. Mais uma vez o nosso Cristiano Ronaldo foi o meu cartão de visita. Disse o nome dele para explicar o país e logo grande festa. Repetiam e batiam palmas. Cristiano, real Madrid 🙂

Deixei os meus novos amigos e continuei a caminhada voltei a encontrar mais 3 rapazes aos quais tinha perguntado direcções .. Eles reconheceram-me… Eu no início não fazia ideia quem eram. E mais uma vez foram super simpáticos queriam-me oferecer café e um doce típico eu recusei. Esta simpatia tinha lido nos blogues como não estão habituados a visitantes quando percebem que és turista ficam espantados e querem dar a melhor impressão. Não deixa contudo de ser estranho. Há muitas mulheres na rua, mas ao caminhar sinto os olhares de toda a gente. Não são maus olhares mas são inquisitivos e isso dá uma sensação estranha.

Na televisão no café estava a dar a celebração do partido no poder. Vi com os rapazes do mau hamburguer.

Perdi-me de propósito e cansada apanhei um táxi. O homem não sabia uma palavra de inglês e até o nome do hotel ele nao percebia . Lá fomos. Durante uns  5 min assustei-me não conheci as ruas que estava que eram bem estreitas para um carro e miúdos em todos os cantos. Mas lá parou numa loja de tapetes e chamou um miúdo que falava inglês .. Era para eu falar com o miúdo e ele traduzir. Os dois resolveram dar-me um papel com o nome do hotel em árabe para eu usar na próxima vez.

Cheguei ao hotel. Voltei a sair. Desta vez fui beber café num café com o nome Café Lapaix . Música jazz. Mulheres muçulmanas de classe alta. Bem tranquilo. Aí sentei-me e li.

Jan 2…

Visita à universidade ainda não escrita…

Uma universidade fantástica… Mas para surpresa encontrei muitos estudantes apoiantes de Hamas…

Ainda por escrever a visita ao campo de refugiados.

A parte do banho turco…

Passei 4 horas no haman (banho turco). Apanhei o táxi e para minha surpresa parou em frente aos escritórios PLO … Homens armados.. Pensei agora é que fiz asneira. Os soldados olhavam para mim tão surpresos como eu os olhava. Mas o taxista lá apontou e falou em árabe ele nao tinha podido parar mesmo em frente por causa de um camião. O haman é nas traseiras do PLO!!!!! Lá vi a placa que em inglês dizia ladies… A Rana estava à minha espera. A minha expectativa era 10 min. banho turco uns 20 na sauna e uma massagem. Numa hora a festa estava feita. Mas não. Cada vez que eu caminhava para a saída uma das colaboradoras gritava “Elisabete” e lá era levada para mais uma esfoliacao ou banho turco.. Sei lá. Acho que perdi camadas de pele… Mas deixei-me levar. E passada a primeira resistência estava já adaptada e relaxada. As outras mulheres acolheram-me e conversaram comigo. Com sorte duas falavam inglês e iam traduzindo. Suadas e de fato de banho ( algumas tinham um genero de fatos de treino, outras uns fatos de banho com folhos… ) falámos de tudo  – vida dia a dia, celulite, pele, do muro, do conflito, de política, dos homens quer na política quer na vida ..sobretudo as mais velhas faziam piadas sobre os homens algumas quite naughty…. Percebi que aquele espaço foi realmente a melhor escolha para conversar e ouvir as mulheres. Sem os homens à volta as gargalhadas são altas e abertas. Fumou-se o cachimbo de àgua que passavam de mão em mão.

Passadas as 4 horas ou mais… Apanhei o táxi para um novo hotel. Como após escurecer nao me atrevo a sair achei que devia ir para um hotel melhor. Escolhi o grand hotel. Renovado há um mês e muito catita. Na recepção de cabelo molhado e com um ar de quem tinha estado no banho turco fui informada que não tinha reserva. Puxei do iPad e lá estava. Veio o gerente do hotel e pediu desculpa e para compensar passei para uma suite. Uau. Para quem vai passar horas no quarto foi o melhor presente. Liguei a tv e em vez de ver os canais ingleses, resolvi ver uma telenovela em árabe… Acho que da Arábia Saudita. Um rapaz bonito falava muito com uma rapariga linda. Ela depois falava com um homem mais velho e chorava. Deduzo que o pai nao a queria com aquele namorado… Inovadora a historia… 🙂  mas nos jornais escritos o Herald Tribune, o público vinha em primeira página a foto de rapazes palestinianos a atirar pedras aos soldados israelitas. A foto é em Tamoun uma localidade a uma hora daqui… Os soldados com o consentimento das autoridades palestinianas entraram na aldeia para prender um membro de um grupo jihad.  E tudo foi a uma distância talvez de uma hora. Isto é a Cisjordânia ….

Agora estou no pequeno almoço… Sou a única mulher os outros convidados parecem todos palestinianos e subtilmente olham-me com surpresa. O staff esse rodeia-me com mimos… E mais uma vez oiço elogios ao Cristiano Ronaldo. A quem eu devia estar internamente grata por me abrir tantas portas… Mas ainda estou a acordar e por rabugice respondi sim o C. Ronaldo é bom mas eu prefiro o Figo. Algum desalento com a minha resposta mas continuei a ter os mimos:)